viernes, 11 de agosto de 2017

Rusia y Níger firman acuerdo sobre cooperación militar

 
Nota de ODC: Este país es uno de los más pobres del mundo y tiene algunos de los más importantes yacimientos minerales del mundo, especialmente en minerales fundamentales para la construcción de armas, luego es un país crucial para cualquier potencia militar. Ello es así mismo una prueba más del expansionismo ruso y la carrera desenfrenada que hay actualmente entre las potencias de Rusia, China y EEUU por controlar países, zonas de influencia y fuentes de materias primas. Para los que todavía tienen dudas del expansionismo e imperialismo ruso.
 
10 de agosto de 2017
 
Rusia tiene previsto celebrar un acuerdo intergubernamental sobre cooperación militar con la República de Níger, probablemente la instalación de una base militar rusa en dicho país.
 
Un acuerdo de cooperación técnica y militar, según consta en una disposición del Gobierno ruso firmada por el primer ministro y publicada en el portal oficial de información jurídica.
 
El texto indica que después de lograrse el respectivo acuerdo el mismo se firmará en nombre del Gobierno de la Federación de Rusia.

"Se autorizará introducir cambios en el proyecto de acuerdo siempre que no sean cambios de principios", señala la disposición del Gobierno.
 
Según el anexo al proyecto de acuerdo, la cooperación entre Rusia y Níger incluiría el intercambio de información político-militar, el adiestramiento conjunto de las fuerzas militares, la formación de especialistas militares y el intercambio de experiencias en las misiones pacificadoras.
 
 
 
---------

3 comentarios:

  1. Rusia como país capitalista tiene que competir con el resto de imperialistas como EE:UU.y China para no perder status ante estos, es lo de siempre, el expolio de los pueblos, esta vez en Äfrica (Níger),con sus riquezas para los rusos, a cámbio de que el pueblo siga en la más pura miseria sin que logre levantarse y decir basta, es el capitalismo, es el imperialismo que no cesa de sacrificar a la humanidad solamente por el dinero,su dios.

    ResponderEliminar
  2. Dói muito para qualquer comunista ver a forma vil e porca como o cretino Putin aliena e destrói o imenso prestígio, carinho e popularidade que a URSS adquiriu em África, não só para si, mas para a ideologia marxista! Não só Putin nada faz para salvar os povos do 3º mundo, como ainda vemos porcamente a Rússia a copiar as táticas coloniais mais clássicas. E ainda mais vergonhoso é a China, um país “comunista”, que já está implantado no Níger, de tal forma, que os EUA estão apreensivos com a base chinesa neste país. Há uns meses anunciou-se com pompa e circunstância que a China iria fazer colossais investimentos no Níger, desde pontes, a ferrovias, a escolas, bases militares. Além da vinda de inúmeros pequenos burgueses chineses para “investir” no Níger. A hipocrisia dos revisionistas do PC chinês foi ridícula, chegando a afirmar que queriam ajudar a transformar o Níger numa “Meca comercial e turística” e num país “rico e próspero”, fazendo recordar o ridículo discurso colonial europeu do século XIX, quando afirmavam querer ir para África para “ajudar os africanos”. Seria de rir, se não fosse tão sério. Isto cheirou logo mal, todo o mundo se interrogou o porquê de um súbito interesse chinês num país tão pobre, com quase nenhuns recursos? E logo construiu a primeira base militar chinesa em África. A CIA entrou em alarme…
    Os africanos recordam sempre com carinho a gloriosa URSS, pelo seu apoio fantástico aos povos colonizados. E agora Putin quer cobrir de merda a imagem do povo russo, o seu legado soviético, usando cinicamente a imagem da URSS para vender-se como uma “potência diferente moralmente dos EUA”, para roubar os povos e ainda se fingir de amiga. Tudo isto, para cúmulo da vergonha no ano do centenário da GRANDIOSA REVOLUÇÃO BOLCHEVIQUE!!!

    Continua

    ResponderEliminar
  3. Continua

    Sinceramente tenho grande medo e apreensão pelo povo do Níger. Já não basta o roubo colonial e ser um dos países mais pobres do mundo, como ainda tem a má sorte de ter recursos vitais para qualquer país se armar nuclearmente. Para que tenha uma ideia, os outros países com jazidas minerais iguais em importância às do Níger, são o Congo, a Rússia e os EUA. O que significa que se a China se quer armar nuclearmente, tem de ter bases para extrair recursos no Níger, ou comprar à Rússia ou aos EUA. Estes dois últimos, seus rivais comerciais e militares, não o farão, temendo que a China, se torne uma potência incontrolável. Resta o pobre Congo, que devia ser um dos países mais ricos do mundo e precisamente por ter grandes riquezas, é dos mais saqueados. As jazidas de cobre do Congo, são as únicas que não se situam em nenhum país potência militar (EUA ou Rússia) e como o Congo é um vassalo total dos EUA, os EUA garantiram que nem a Rússia nem a China entram nesse país vital para a construção militar. Assim, o Níger será o novo Congo, o novo palco de luta mundial. De certeza que todos têm presente o que foi a luta pelo Congo nos anos 60. Para controlar esse país vital, os EUA não hesitaram em matar Lumumba e destruir o país numa guerra civil. Era vital que a URSS não se apoderasse deste país, porque assim controlava toda a produção mundial de cobre e outros minérios, fulcrais para a construção militar. Em essência, ganhava a Guerra Fria pelo K.O. dos EUA, impedidos de prosseguir a corrida ao armamento. O Níger será o próximo Congo, tudo vai valer para alguém se apoderar deste pobre país. Será crucial para o armamento mundial. E há também uma possível conexão líbia, pois o Níger faz fronteira com a Líbia. Muito curiosamente, todas estas notícias se seguem a mexidas pouco claras na Líbia. Saif-al-Islam é libertado e é o preferido de Moscovo e da China para estabilizar a Líbia. Aberto a ideias de mercado, ainda que queira impor medidas sociais de combate à pobreza, é preferido por Putin, em detrimento de Aisha, sua irmã, que é a linha mais socialista da Jamahairiya e que sempre se opôs à abertura ao mercado capitalista. A base militar russa e chinesa no Níger permitem a estes países interferirem na Líbia, onde reina o caos total. De certeza que tudo isto foi equacionado, numa ligação suja de dinheiro, onde o que importa são os lucros do petróleo líbio, do cobre do Níger, esmagando os meninos da Líbia e do Níger. Vai uma aposta camaradas, como as “pontes e ferrovias” que quer construir o PC chinês no Níger servirão para transportar o cobre do Níger e o petróleo líbio, num oleoduto independente dos EUA?? Estamos de novo, como em 1914, na “corrida por África”, com as potências arriscando a guerra mundial pelos seus interesses comerciais. É até interessante que isto coincida com o centenário da Revolução de Outubro. Quase me apetecia sonhar que surgiria de novo Lenin em Petrogrado, dando de novo esperança ao proletariado…
    Contudo, só NÓS COMUNISTAS, podemos de novo lançar a glória de Outubro!!! E isso começa por denunciar as ilusões e delírios de alguns camaradas que Putin queira reerguer a URSS!!! É fundamental desmontar estas grandes mentiras!!!
    O que é mais porco e vergonhoso é a vileza de Putin usar a imagem da URSS para penetrar nos países pobres, como um lobo em pelo de cordeiro, é a vileza de uma China “comunista” fingir-se de “revolucionária” e ser um lobo em pele de cordeiro.
    Pior que ser um capitalista asqueroso é sê-lo e fingir-se comunista!!!
    O Níger será o palco de grandes notícias no futuro, esperemos para ver a barbárie que vai sair disto tudo!!!

    ResponderEliminar